APOGER NOTÍCIAS

Recursos na gestão de resíduos

Estamos a perder recursos na gestão de resíduos? – Uma perspetiva europeia

.fhdh

A Europa depende fortemente dos recursos naturais na maioria das atividades da sociedade.
A extração e a produção dos recursos naturais tem impactos significativos no ambiente, na saúde humana, e na economia.
É essencial apostar na reutilização dos recursos, mantendo o seu alto valor e reduzindo a necessidade de utilização de materiais virgens.
Estão a ser feitos progressos na Europa, através da implementação de ambiciosas políticas em matéria de resíduos e de economia circular.
Contudo, ainda se perde uma quantidade significativa de recursos valiosos, devido a práticas de gestão de resíduos ineficientes.

As principais causas para a perda de recursos são as seguintes:

– Perdas na recolha:

  • Há falta de consciência dos consumidores, sobre a necessidade de fazer a reciclagem;
  • Os resíduos ficam muito dispersos, em termos geográficos e entre intervenientes;
  • Existem enormes diferenças nas taxas de reciclagem dos Estados Membros da UE.

– Dificuldades na obtenção de qualidade nos materiais reciclados:

  • Nos resíduos dos produtos complexos, diferentes partes dos materiais não podem ser separados em diferentes frações para posterior processamento;
  • Há heterogeneidade dos materiais, mistura de vários fluxos de resíduos, contaminação por uso;
  • Há falta de tecnologias de triagem;
  • Os produtos contêm substâncias perigosas.

– Desafios tecnológicos:

  • Prevalecem as tecnologias de baixo custo: os preços das matérias-primas virgens são baixos, em comparação com os custos do material reciclado;
  • Complexidade dos materiais (devido ao design, os diferentes materiais não são facilmente separáveis para reciclagem, os aditivos dificultam a reciclagem).

– Falta de mercado ou de procura por materiais recicláveis:

  • Falta de investimento em novas tecnologias, devido às políticas praticadas que não promovem o investimento intensivo na reciclagem;
  • Falta de procura por materiais reciclados, devido ao seu elevado preço face às matérias-primas virgens;
  • Falta de confiança na qualidade (falta de padrões).

Para se alcançar a reutilização real ou a reciclagem de alta qualidade, fechando-se o ciclo, é necessário melhorar as infraestruturas de recolha, consciencializar mais e melhor os consumidores e fomentar a procura de design de produtos pensados para a reutilização ou a reciclagem, desde o início.

Para isso, é necessário também, melhorar a comunicação entre os intervenientes na cadeia de valor: designers de produtos, recicladores, consumidores.

290 visualizações

Publicada em:

Download| PDF